LEITURA,

Leitura - Pontes para o Infinito

Daniela Filipe Bento Daniela Filipe Bento Seguir 24 de julho de 2021 · 1 min read
Partilha

Pontes para o Infinito - O lado humano das matemáticas é um livro de divulgação científica de 1983 da autoria de Michael Guillen. Doutorado em Física, Matemática e Astronomia pela Universidade de Cornell, tem centenas de artigos publicados em revistas especializadas e é autor de diversas obras de divulgação matemática.

Pontes para o Infinito é um livro de divulgação de matemática, tem uma linguagem bastante simples e acessível para pessoas que não têm contato regular com a matemática. As metáforas são bem desenhadas o que facilita a compreensão de muitos termos que vão aparecendo durante a escrita.

Sem recurso a fórmulas matemáticas ou a derivações complexas, Pontes para o Infinto, é um livro para quem quer conhecer melhor o trabalho desenvolvido por matemáticos ao longo da história. Repleto de histórias e problemas que se poderiam dizer complexos, a sua compreensão é fácil.

“O homem é formado por corpo, mente e imaginação. O corpo é defeituoso, a mente é mentirosa, mas a imaginação fez dele um ser notável. Em algumas centúrias, a imaginação humana tornou a vida neste planeta uma intensa prática de todas as mais belas energias. - John Masefiel, Shakespeare amd Spritual Life”

O livro está dividido em três partes “Fantasiando”, “Compromisso” e “Optimização”. Na primeira parte expõe-se temas como o infinito, o nada, a simetria, o zero. Na segunda parte segue-se para as geometrias e na última para muitos problemas de probabilidades, teoria dos jogos e topologia.

Ao longo das três partes entramos em confrontação com o poder imaginativo das pessoas, seja em que área for e, neste caso em particular, na matemática, derivando objetos e entidades que são completamente abstratas e difíceis de obter uma imagem visual compreensível. Porém, são também, muitas vezes, explicações para fenómenos físicos que reconhecemos do dia a dia.

É um livro já com vários anos, mas que recomendo a leitura a quem tiver alguma curiosidade sobre estes tópicos.

Continuação de boas leituras,

Dani Bento

Daniela Filipe Bento
Escrito por Daniela Filipe Bento Seguir
escreve sobre género, sexualidade, saúde mental e justiça social, activista anarco/transfeminista radical, engenheira e estudante de astrofísica